26 abr 2012

O livro dos trava-línguas

Seja o primeiro a comentar!  |  Postado por: admin

Autor: António Mota
Ilustrações: Elsa Fernandes

PROJETO PEDAGÓGICO

Sinopse: Por meio de divertidos jogos de palavras e muitas situações cotidianas que envolvem o convívio entre homens e bichos, a criança
explora as várias possibilidades da comunicação. Indicadas para trabalhar a pronúncia – desenvolvimento da linguagem
oral –, as múltiplas abordagens do dia a dia contidas no livro visam ainda a desenvolver a capacidade de elaborar e responder questões
e ajudam a criar intimidade com novos vocabulários, além de estimular visualmente a imaginação – as ilustrações interagem criativamente com os textos, ampliando a habilidade linguística para entender e produzir palavras e sentidos (neologismos).

Recomendação: a partir de 8 anos

Temas transversais: ética, cotidiano, trabalho e consumo, pluralidade cultural (convivência entre os diferentes), solidariedade e diversos itens de língua portuguesa – o texto é recheado de onomatopeias engraçadas, rimas e há o discurso direto ou indireto.

Introdução

O projeto busca criar situações que permitam ao aluno construir conhecimento sobre este gênero lúdico e encantador que é o trava-língua, considerado um desafio verbal devido à grande concentração que exige para que a frase seja pronunciada de forma rápida e correta.
Há trava-línguas em forma de prosa e de versos, e a partir deles é possível criar um espaço de aprendizado e descontração. Embarque nesse desafio poético de sons, concentração e memória, onde a diversão não escolhe idade.

Objetivo geral

Conceituar o trava-língua e conhecer sua estrutura e escrita.

Objetivos específicos

a) Falar o trava-língua e exercitar a dicção;

b) Reconhecer os dígrafos e utilizá-los em suas construções;

c) Compreender que o jogo de palavras e a rima contribuem para o ritmo do trava-língua;

d) Conhecer a estrutura de trava-língua com quadra.

ESPAÇO CLIQUE 

Objetivo

Desenvolver o lado pesquisador do discente utilizando sites de busca.

SUGESTÕES SEQUÊNCIA DIDÁTICA

Atividade prévia

Identifique título da obra, autor e sua biografia, gênero textual, editora, etc.

1. Inicie o projeto perguntando o que é um trava-língua. Desafie os alunos a dizerem três vezes bem rápido o primeiro trava-língua do livro de António Mota:

A aranha arranha a rã?
A rã arranha a aranha?
Nem a aranha a rã.
Nem a rã arranha a aranha.

Questione o que aconteceu com a língua. Por que algumas palavras se repetem? Se possível imprima a imagem abaixo

Os trava-línguas fazem parte da cultura popular brasileira. A imagem acima o auxiliará a justificar o nome deste gênero textual.

2. Na página 26 do livro há trava-línguas com rimas. Peça aos alunos que substituam a última palavra de cada verso por palavras diferentes para que percebam a importância da rima, da sonorização e das palavras semelhantes na estrutura do trava-língua para conferir ritmo e dificultar a fala.

3. História em quadrinhos: escolha uma tirinha do gibi, cubra os balões com papel em branco e tire cópias para as crianças. Solicite que elas criem trava-línguas para os balões de acordo com as ilustrações que estão vendo.
Você pode encontrar sugestões de trava-língua nos sites: www.qdivertido.com.br/verfolclore.php?codigo=22 e http://pt.wikipedia.org/wiki/Trava-l%C3%ADnguas, como também pode sugerir que criem.

4. A composição de palavras com sonoridade semelhante, leva o falante a confundir os fonemas e pronunciá-los de forma errada.
Dígrafo é o conjunto de duas letras que representa um único fonema. Apresente palavras como:
-Iara / agarra / amarra / Araraquara / rara / arara.
Solicite aos alunos que pintem as palavras que contém dígrafos e depois criem um trava-língua com elas. Também podem acrescentar outras palavras, desde que contenham dígrafos.

5. No início do projeto efetuamos a leitura do trava-língua que se encontra na página 5 do livro de António Mota. Os trava-línguas das páginas 7, 11,13 e 16, entre outras, possuem algo em comum. O que será? É possível notar que a maioria desses trava-línguas é composta por quatro versos (quadras) que podem rimar. As quadras, trovas ou trovinhas são estrofes populares de quatro versos.
Desafie os alunos a encontrarem todas as quadras do livro. Depois, eles poderão construir o varal dos trava-línguas em quadras.
Cada criança deverá escolher uma quadra do livro, copiá-la em uma folha de sulfite e criar uma ilustração para ela. A folha deverá permanecer presa no varal para que todos possam vê-la.

6. Campeonato de trava-línguas: selecione alguns minutos do dia para exercitar a dicção dos alunos e fazer um campeonato de trava-línguas. Ganha quem falar mais rápido e sem errar. O vencedor deve ser eleito por toda a sala de forma democrática.

7. Faça um campeonato de repentistas com bonecos 3D: imprima a folha abaixo, dobre as linhas pontilhadas, recorte e cole os membros do boneco. Cole as partes duplas do molde dos braços e pernas


Fonte: <http://criancas.uol.com.br/album/vina_papertoy_album.jhtm>. Acesso em: 6 jul. 2012.

Você pode colar fio de nylon para prender a cabeça. Leve como sugestão alguns repentes (ver seção Multimídia) e peça para que façam os desafios, seja improvisando ou memorizando, e usando os bonequinhos para a encenação.
Como sugestão, você poderá utilizar o CD Série Repentistas (vários artistas, gravadora Independente, 2012). Nele você encontrará grande diversidade de músicas com diferentes modelos de métrica e rima.
DICA: caso sua turma estude outra língua incentive-os a construir e ler os trava-línguas em outros idiomas.

8. Para finalizar o projeto organize uma exposição com os trabalhos da classe. Os alunos também podem montar apresentações de seus repentes e trava-línguas. Façam cartazes falando sobre a cultura brasileira e outros tipos de manifestação oral como parlendas, músicas, danças, etc.

Atividade prévia

a) Solicite aos alunos que entrem na rede Facebook e pesquisem ali autores de trava-língua.

b) Peça para que elaborem uma entrevista sobre o conhecimento que as pessoas têm do gênero trava-língua. É interessante que eles entrevistem uma quantidade grande de pessoas.

Multimídia

a) Cocoricó: Trava-línguas
Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=3mkmmCjJQrw>.

b) Daniele Souza: Trava-língua, Mafagafos & Cupido
Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=haHBNzU1xSg>.

c) Davi e Daniel no repente: Qual é o seu talento?
Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=hSZn2A1PXlI&feature=related>.

d) Comercial OLK “Trava-língua”, com Luciano Huck
Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=sxaURatFpgI>.

Curiosidades

Tudo indica que Amadeu Amaral e Alcides Bezerra foram os autores do termo trava-língua, também conhecido como parlenda com obstáculo ou problema para desenferrujar a língua, porque, quando dito pelas pessoas com rapidez, freia a língua de quem o está pronunciando.
Muitos trava-línguas, quando pronunciados de maneira rápida, resultam em cacofonia (sons desagradáveis ou palavras obcenas, resultantes da união das sílabas finais de uma palavra com as iniciais da seguinte). É um recurso muito utilizado por repentistas para derrotar o adversário em pelejas.
FONTE: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=178&Itemid=1>. Acesso em: 6 jul. 2012.

Avaliação

A avaliação não deve levar em conta a desenvoltura dos alunos ao falar os trava-línguas, pois, com algum treino de dicção, todos conseguem pronunciá-los. Pode ser avaliado o empenho da turma para a criação de trava-línguas e para o desafio dos repentes, e sua compreensão acerca do jogo de palavras e rimas. Os alunos serão avaliados tanto pela organização do conteúdo do varal de trava-línguas e suas ilustrações como pelo preenchimento dos balões do gibi.

 
Gestão Educacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Comentários (sem comentários)

Nossos Projetos

a partir de 3 anos

a partir de 4 anos

a partir de 11 anos

Literatura em Teatro: apresentação do livro Minha chupeta virou estrela

Datas comemorativas

widget